Segurança no trabalho: 5 dicas para prevenir acidentes

Segurança no trabalho: 5 dicas para prevenir acidentes

Em grande parte das empresas, principalmente em indústrias, existe o risco de acontecer alguns acidentes, caso não haja atenção e os cuidados necessários. 

Inclusive, dependendo da gravidade do acidente, o colaborador pode ficar incapacitado de exercer suas atividades ou ainda perder a própria vida!

Por isso, é de suma importância se atentar a alguns aspectos para que o local de trabalho seja o mais seguro possível. Veja!

Dicas para segurança no trabalho

1 – Forneça treinamentos e estimule campanhas, debates e feedbacks

Para começar, é importante que você forneça ao seus colaboradores treinamentos periódicos, tanto presenciais quanto online, e estimule campanhas de conscientização, debates e feedbacks a respeito da saúde e segurança no trabalho.

Dessa forma, você mostrará aos trabalhadores que a empresa se preocupa com eles, com a integridade e a qualidade de vida deles!

E claro, com essas ações os colaboradores ficarão mais engajados e informados sobre todas as questões que envolvem a segurança no trabalho.

2 – Respeite as leis e as NRs – Normas Regulamentadoras

No Brasil, existem diversas leis e normas regulamentadoras que são essenciais para se criar um ambiente de trabalho mais seguro e com menos riscos.

Por exemplo, a sua empresa tem um prontuário de instalações elétricas? Caso não tenha, é de suma importância que você corra atrás disso, pois este documento é fundamental para reunir e organizar todas as informações importantes sobre as instalações elétricas da sua organização, de modo a evitar riscos e acidentes – Norma NR-10.

Portanto, fique dentro da lei e busque saber mais sobre essas normas, e claro, respeite-as em sua empresa, pois dessa forma você estará proporcionando um ambiente mais seguro para você e seus colaboradores.

3 – Faça monitoramentos e sinalize áreas específicas

Muitos acidentes que acontecem no ambiente de trabalho, são causados geralmente por:

  • Falta de atenção do colaborador;
  • Irresponsabilidade e brincadeiras;
  • E falta de sinalização adequada.

Então por exemplo, mesmo que uma coisa simples, como a limpeza do piso tenha sido feita na empresa, coloque algum tipo de sinalização para indicar que ele está molhado e, assim, os colaboradores tomarão cuidado para não escorregar ou cair.

Além disso, faça monitoramentos regulares e identifique possíveis áreas que precisem de algum tipo de aviso ou sinalização. Pode ser em um local mais sensível ou que tenha algum risco em potencial. Todo cuidado é pouco.

4 – Forneça e estabeleça o uso obrigatório (e correto) de EPIs em áreas demarcadas

O uso de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) precisa ser obrigatório em áreas demarcadas, isto é, que possuem algum risco à saúde ou integridade do colaborador.

Por exemplo, em indústrias há muitas máquinas, equipamentos, ferramentas, processos complexos, etc.; e na maioria das vezes, é necessário utilizar equipamentos adequados nestes ambientes para proteção, como:

  • Capacetes para proteger a cabeça;
  • Protetores auriculares para proteger a audição;
  • Viseiras ou óculos para proteger os olhos;
  • Luvas ou mangotes para proteger as mãos e os braços;
  • Entre outros.

Portanto, incentive sempre o uso (correto) desses equipamentos e forneça-os para seus colaboradores. 

E quando já estiverem gastos ou com algum problema, troque-os para que os profissionais tenham sempre os melhores equipamentos a disposição para trabalhar.

5 – Mantenha o ambiente de trabalho limpo e organizado

Um ambiente sujo, bagunçado e desorganizado com certeza é mais propenso a ter acidentes. Por exemplo, as chances de escorregar, tropeçar ou cair em algo são bem maiores.

Portanto, é essencial que o ambiente de trabalho esteja sempre limpo e organizado, de modo que os colaboradores consigam trabalhar de maneira mais produtiva e claro, sem riscos.

Dica bônus – condições e manutenções

Avalie regularmente as condições do ambiente de trabalho, dos equipamentos, das máquinas, das ferramentas… e veja se já não está na hora de fazer uma troca ou enviar para a manutenção.

Isso porque, se estes itens não estão funcionando bem, isto é, como deveriam, é um sinal de que algo precisa ser feito para evitar possíveis problemas, como perda de produtividade e riscos aos colaboradores.

Portanto, esteja ciente das condições e das necessidades de manutenções de máquinas e equipamentos.

Ideias e Finanças

Ideias e Finanças

O Ideias e Finanças tem como propósito levar a informação a respeito de empreendedorismo e finanças para pessoas de todo o Brasil

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Os comentários estão fechados.

Outros artigos

Otimizado por Lucas Ferraz.