Custo de vida: O que é e como calcular o seu?

A educação financeira consiste no desenvolvimento das capacidades de gerir a renda e os gastos pessoais. Por meio de uma boa educação, é possível escolher melhor como você vai gastar o seu dinheiro, como vai definir o valor do aluguel que pretende gastar e a gestão das demais despesas de manutenção do seu custo de vida.

O custo de vida é uma expressão muito utilizada, porém poucas pessoas conhecem a fundo o seu significado. Além de saber o que é o custo de vida, você precisa entender como calcular, relacionando o conceito à sua realidade. 

O que é o custo de vida?

O custo de vida é um indicador que permite avaliar o padrão de vida de uma pessoa. Em outras palavras, indica o quão caro é viver em um determinado local. 

Os especialistas examinam o custo de vida a partir da análise da média salarial de uma determinada região e os gastos necessários para manutenção das despesas básicas.

O Índice de Custo de Vida (ICV) é um índice criado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIESE), que tem a função de mensurar o custo de vida na cidade de São Paulo. 

Custo de vida: O que é e como calcular o seu?

Para você calcular o seu custo de vida, não é necessário ter acesso a fórmulas complexas e a informações específicas como o ICV ou ter um curso de gestão financeira. Basta que você conheça os seus gastos fixos e variáveis. Lembre-se de que o custo de vida relaciona o quanto a pessoa ganha e o quanto ela precisa gastar para manter as suas despesas essenciais. 

É aqui que retomamos a importância da educação financeira. Conhecer as próprias despesas, mantendo o registro dos seus gastos e tendo informações precisas sobre a sua realidade financeira, é imprescindível a fim de conhecer o seu custo de vida. 

Planilha financeira pessoal

Para ter o controle das suas despesas, você pode montar uma planilha de fluxo de caixa pessoal ou usar aplicativos específicos com essa função. O primeiro passo é reunir os dados de recebimentos e pagamentos. Reúna todas as informações necessárias para fazer o registo dos seus gastos.

Na planilha, liste todas as suas despesas fixas e variáveis; você pode criar colunas mensais e manter a rotina de inserção de dados. Quanto mais informações tiver, melhor será o controle dos seus gastos. 

Na internet, você encontra uma infinidade de dicas e modelos de planilhas de gestão pessoal. Por isso, aproveite para pesquisar mais sobre o assunto. Ter esse controle vai ajudá-lo na hora de calcular o seu custo de vida. 

Como calcular o custo de vida?

Para calcular o custo de vida, você precisa fazer a soma de todos os seus gastos fixos e variáveis. Devem ser levadas em consideração despesas como:

  • Alimentação;
  • Habitação — aluguel, condomínio etc.;
  • Transporte;
  • Vestuário;
  • Saúde;
  • Educação;
  • Lazer; 
  • Despesas pessoais diversas.

O seu custo de vida será a soma de todas as despesas gastas na manutenção das suas necessidades. Há sites e institutos que calculam o custo de vida em diferentes lugares do país. Cada um deles usa critérios distintos, mas sempre com o objetivo em comum: avaliar os itens básicos para a manutenção das necessidades e da qualidade de vida. 

Para quem está pensando em se mudar de uma cidade a outra, o site www.custodevida.com.br ajuda a ter uma noção dos principais gastos e das principais despesas em diferentes cidades brasileiras. 

De acordo com dados da plataforma iDinheiro, as capitais com maior custo de vida no Brasil são: Manaus, Teresina, Fortaleza, Maceió e Campo Grande, já as que representam menor custo de vida são: Florianópolis, Brasília, São Paulo, Aracaju e Palmas. 

Como gerir os gastos com moradia

A moradia é considerada um dos mais importantes custos mensais, especialmente para as pessoas que moram de aluguel. Por isso, é fundamental estar atento a esse gasto, inclusive no que diz respeito ao padrão de vida que você quer manter.

É possível encontrar ótimas opções de moradia com custos de condomínio acessíveis em regiões bem localizadas. Com uma boa pesquisa de mercado e suporte especializado, é possível viver bem, tendo o controle total dos seus gastos e mantendo um custo de vida alinhado ao seu orçamento. 

Por fim, não deixe de conferir os nossos demais artigos aqui no site do Ideias e Finanças. Até o próximo artigo!

Ideias e Finanças

Ideias e Finanças

O Ideias e Finanças tem como propósito levar a informação a respeito de empreendedorismo e finanças para pessoas de todo o Brasil

Outros artigos

Você pode ter interesse em:

6 melhores apps para finanças pessoais

6 melhores apps para finanças pessoais

Como calcular o 13º salário passo a passo

Como calcular o 13º salário passo a passo

Fluxo de caixa pessoal: O que é e como fazer?

Fluxo de caixa pessoal: O que é e como fazer?

Afinal, como dividir o salário corretamente?

Afinal, como dividir o salário corretamente?

Como evitar dívidas e manter as contas em dia?

Como evitar dívidas e manter as contas em dia?

Perfil de investidor: conservador, moderado e arrojado

Perfil de investidor: conservador, moderado e arrojado