Como calcular o giro de estoque da sua empresa?

Como calcular o giro de estoque da sua empresa?

O estoque é um dos maiores vilões de pequenas e médias empresas. Uma das formas de melhorar o faturamento da empresa e reduzir o custo de capital de giro é saber administrar o estoque. Quando o estoque é visto como uma área de limbo, esquecida no fundo da empresa, a probabilidade de se entrar numa confusão financeira é muito grande.

Muitos são os empresários que possuem verdadeiros triângulos das bermudas na empresa; pois, não sabem quando o produto entra, quando sai, a quanto tempo está parada lá no fundo. Se o seu negócio está nesta situação é hora de dar mais atenção a esta área.

O equilíbrio entre as vendas e as compras de mercadorias na gestão de estoque é fundamental, visto que, o maior problema está na falta de equilíbrio entre eles. Dessa forma, o déficits nas vendas ocorrem quando o nível de compra é baixo. Então, problemas começam a aparecer como o produto não está a disponível para o cliente, a quantidade de números de pedidos de compra se torna estremamente alto, etc.

A urgência no dia a dia das empresas fazem com que elas percam oportunidades de negócio, efetivando compras com altos valores, sendo que poderiam conseguir se tivessem mais tempo para a negociação. O inverso ocorre quando o volume de compra é superior ao volume de vendas – á um inchaço no estoque, produtos parados, perdas por vencimento, capital de giro parado, aumento nos custos da empresa, etc.

Uma maneira muito prática e eficiente de identificar se o seu dinheiro está parado no limbo ou se está deixando de render mais é calcular o Giro de Estoque, índice que é, uma determinada quantidade de vendas em um período do estoque da empresa. Para fazer o cálculo do giro de estoque existem duas formas práticas. Para empresas que possuem um mix pequeno a quantidade é indicada e para outros tipos de estoque o valor do estoque é indicado.

Cálculo do giro do estoque utilizando quantidades em estoque e quantidades vendidas

O estoque médio de uma loja de eletrônicos é de 400 controles de televisão e a empresa vende 3.600 controles por ano. Se calcula o giro de estoque dessa empresa dividindo 3.600 por 400, dando um resultado de 9 giros no período. Chegamos a conclusão de que a renovação dos produtos no estoque ocorre 9 vezes durante o ano.

O estoque não é formado por um único produto. Aliás, ele é sempre composto por materiais grandes e pequenos, caros e baratos. Nesses casos, o cálculo do giro de estoque é feito de várias formas, uma delas, utilizando o custo de compra no lugar da quantidade de produtos.

Calculando giro do estoque com base no valor do CMV e valor do estoque

Vamos supor que cada controle de televisão custe R$ 6, no valor de compra. A média de preços no estoque para compra é de R$ 2.400 e o montante de vendas ao ano é de R$ 21.600 a preço de compra. Para se calcular o número de giros do estoque basta dividirmos 21.600 por 2.400. Dessa forma, chegamos a uma quantidade de 9 giros ao ano.

Nos exemplos mostrados acima, se o valor do resultado for inferior a 1, chegaríamos a uma indicação de que alguns produtos que inicializaram o ano para venda, ainda estão aguardando as suas vendas. Agora, para descobrir o tempo médio (TM) de giro de um estoque, basta dividir o número de dias em um ano (neste caso), pelo número encontrado de giros.

Calculando o tempo médio de giro do estoque

Se um ano possuí 365 dias, dividimos os dias por 9 giros, que é igual a 40,5 dias. A loja de produtos eletrônicos conseguiu girar seu estoque de controles de televisão em média 9 vezes ao ano e o girou a cada 40,5 dias.

As vantagens de se ter um giro de estoque alto são:

  • O produto não fica velho na prateleira;
  • Não é preciso de muito espaço para o seu armazenamento;
  • Em caso de incêndios ou roubos, o prejuízo é bem menor.

Se você procurar sempre o menor estoque, você correrá o risco de ter uma venda perdida por falta de estoque. Então, não siga o conselho popular do “quem guarda sempre tem”, você pode acabar ficando com mercadoria encalhada e ultrapassada.

Ideias e Finanças

Ideias e Finanças

O Ideias e Finanças tem como propósito levar a informação a respeito de empreendedorismo e finanças para pessoas de todo o Brasil

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Os comentários estão fechados.

Outros artigos

Otimizado por Lucas Ferraz.