Ponto de equilíbrio: o que é e como calcular? (Break Even Point)

No post de hoje vou explicar o que é o ponto de equilibro (ou em inglês Break Even Point), e como seu cálculo é realizado. Pode ficar tranquilo que não é nenhum bicho de sete cabeças ok?

O que é ponto de equilibro?

O ponto de equilibro é um indicador essencial para o bom planejamento de qualquer empreendimento. é por meio dele que você descobrirá qual a quantia exata de vendas que precisam ser realizadas para que as receitas se igualem aos custos e despesas, o que fará com que o lucro seja igual a zero.

Assim, a seguinte relação deve existir:

Lucro = Receita – Custos = 0

Pode parecer complicado ao ler o conceito, mas assim que chegarem os exemplos você verá que é bem simples. Antes disso, precisamos entender que o ponto de equilíbrio pode (e deve!) ser calculado de três formas diferentes, para alcançar um resultado contábil, financeiro ou econômico.

Ponto de equilíbrio: o que é e como calcular? (Break Even Point)

Para conseguir realizar estes cálculos é preciso que você tenha disponível os dados contábeis ou gerencias da empresa. Com essas informações em mãos, vamos em frente…

Ponto de Equilíbrio Contábil

Este é o calculo mais usado pois o resultado dele aponta quantas vendas são necessárias para que o lucro seja igual a zero. Os valores que você utilizará para estes cálculos serão encontrados nos relatórios contábeis.

Fórmula: PEC (Ponto de Equilibro Contábil) = Custos Fixos / Margem de Contribuição

Ponto de Equilíbrio Econômico

Para este cálculo, é preciso que a empresa já tenha definido um lucro mínimo que será inserido na fórmula. Em um mundo perfeito, o cálculo do ponto de equilibro econômico sempre é feito com o cálculo do ponto de equilibro contábil, visto que o primeiro resultará na quantia que você deve vender para não ter prejuízo (lucro zero), e o segundo resultará na quantia que você deve vender para alcançar o lucro desejado.

Fórmula: PEE (Ponto de Equilíbrio Econômico) = (Custos fixos + Lucro desejado) / Margem de Contribuição.

Ponto de Equilíbrio Financeiro

A fórmula do ponto de equilibro financeiro não considera as depreciações e as amortizações, isso porque esses são elementos que reduzem o lucro contabilmente, e financeiramente não houve saída de caixa certo?

Fórmula: PEF (Ponto de Equilíbrio Financeiro) = Custos fixos – (Depreciação e Amortização) / Margem de Contribuição

Exemplo

Vamos calcular o ponto de equilibro contábil, econômico e financeiro para o caso abaixo:

Considerando que a empresa comercialize apenas um produto e apresente as seguintes informações:

Custos e despesas fixos: R$ 6.000,00

O preço do produto é R$ 100,00 e tem custos e despesas varáveis de R$ 70,00. O que representa uma margem de contribuição de R$ 30,00.

O valor da depreciação é R$ 1.000,00

E o lucro desejável é de R$ 2.500,00

Aplicando a fórmula do PEC teremos:

PEC = Custos Fixos / Margem de Contribuição

PEC = 6.000,00 / 30,00

PEC = 200 unidades

Neste caso o ponto de equilibro contábil é de 200,00 unidades, ou R$ 20.000,00 em receita. Para chegar neste valor é só multiplicar as unidades pelo preço de venda.

Fácil né?

Agora vamos para o ponto de equilibro econômico:

PEE = (Custos fixos + Lucro desejado) / Margem de Contribuição.

PEE = 6.000,00 + 2.500,00 / 30,00

PEE = 284 unidades

Veja que para alcançarmos o lucro desejável de R$ 2.500,00 é preciso que a empresa venda 284 unidades do seu produto, porém, ela já estará lucrando a partir das 201 unidades vendidas.

Agora vamos para o ponto de equilibro financeiro:

PEF = Custos fixos – (Depreciação e Amortização) / Margem de Contribuição

PEF = 6.000,00 – 1.000,00 / 30,00

PEF = 167 unidades

Neste cálculo chegamos novamente em um resultado que iguala as receitas e despesas, porém sem considerar a depreciação, que não é desembolso efetivo do caixa.

Conclusão

No artigo de hoje você aprendeu que o Ponto de Equilibro é o momento em que as receitas da empresa se equilibram com os seus custos e despesas – ou seja, o lucro é igual a zero -, o que significa que é a partir daí que as vendas vão se converter em lucro para a empresa. Seguindo esta linha de raciocínio podemos dizer que qualquer número abaixo do ponto de equilíbrio é inaceitável, pois trará prejuízo para o negócio.

é por meio do cálculo do ponto de equilíbrio que o administrador poderá perceber como anda o desenvolvimento do negócio, e pensar o que ele pode mudar para que os resultados sempre evoluam.

Nem todas as empresas sabem qual o número mínimo de unidades deve ser produzido e vendido para obter lucro, e isso acontece porque muitos gerentes não percebem o Ponto de Equilíbrio como um instrumento de fácil aplicação. Além disso, o PE é uma ferramenta imprescindível na hora de avaliar a viabilidade de um novo empreendimento, já que pode apontar o sucesso ou fracasso do plano.

E aí, gostou do artigo? Não deixe de comentar e compartilhar com seus amigos!

Até mais!

Ideias e Finanças

Ideias e Finanças

O Ideias e Finanças tem como propósito levar a informação a respeito de empreendedorismo e finanças para pessoas de todo o Brasil

Outros artigos

Empreender com serralheria

Empreender com serralheria

Quer empreender como serralheiro? Prossiga na leitura! Hoje em dia, uma serralheria não só recebe demanda de clientes pontuais como também pode ser imp...

Ler artigo

Você pode ter interesse em:

Fluxo de Caixa: O Que é E Como Aplicar em Seu Negócio?

Fluxo de Caixa: O Que é E Como Aplicar em Seu Negócio?

A partir de qual valor precisa declarar o empréstimo?

A partir de qual valor precisa declarar o empréstimo?

Como se organizar para pedir um empréstimo

Como se organizar para pedir um empréstimo

Fluxo de caixa diário: Como implementar na sua empresa?

Fluxo de caixa diário: Como implementar na sua empresa?

Fluxo de caixa: a receita para o sucesso da sua empresa

Fluxo de caixa: a receita para o sucesso da sua empresa

Margem de Contribuição : O Que É e Como Calcular

Margem de Contribuição : O Que É e Como Calcular