É possível começar a investir durante a vida universitária?

É possível começar a investir durante a vida universitária?

Para aqueles que estão ainda em sua vida de estudante, começando a vida profissional e, consequentemente, pensando em liberdade financeira, diversos são os temas e termos importantes para esse momento como orçamento, investimentos, previdência privada, ações, reservas, entre outros.

Muitas pessoas acreditam que para investir é preciso ter muito dinheiro e conhecimento extremo sobre o tema, mas isso não é uma verdade e não há hora e valores exatos para começar a investir. A vida universitária, por mais apertada financeiramente que seja, é um bom momento para iniciar a visão sobre investimentos e planejamento financeiro? Você já refletiu sobre isso? Saiba mais!

É possível investir durante a vida universitária?

Mesmo que a vida universitária seja um momento de menos dinheiro, afinal, nem todos os estudantes conseguem conciliar trabalho e estágios tendem a ser menos remunerados do que empregos, é um momento perfeitamente possível para iniciar investimentos.

Como dissemos, ainda existe um grande mito em torno de investimentos e muitos acham que para iniciar o seu planejamento desse quesito financeiro é preciso ter altos salários, não é mesmo?

É aí que o pensamento precisa ser mudado e sim, é possível investir na vida universitária e em qualquer momento profissional ou pessoal!

Quanto mais cedo um indivíduo começa a pensar em seu dinheiro não apenas para cumprir as necessidades e desejos mensais, mas também para guardar parte para o futuro, melhores são as expectativas de crescimento do orçamento.

Ainda que essa organização financeira pareça distante, reunimos algumas dicas para que você entenda como é possível olhar para o tema, mesmo nesse momento da vida!

Identifique suas rendas e despesas

Para o investimento mensal é preciso seguir dois itens: tenha definido um fluxo financeiro e faça todo o seu planejamento.

Não importa o quanto você ganha, é preciso identificar seu fluxo de caixa mensal, ou seja, entender o quanto ganha e tudo o que gasta.

Isso não é apenas sobre as contas fixas, como mensalidade da faculdade, transporte ou aluguel, por exemplo, mas também os gastos esporádicos e até aqueles que parecem pequenos e inofensivos como cafés, almoços e pequenas saídas.

Ao visualizar seus gastos, será possível entender onde você mais está gastando seu dinheiro e poderá identificar o que pode ser cortado para poupar e investir.

Defina objetivos

Planejar seu futuro financeiro não é apenas sobre guardar dinheiro, mas sim sobre organização e disciplina para que esse investimento dê certo para seus planos.

Portanto, pense em quanto você pode separar de seu orçamento para esse investimento, reflita sobre o que você pretende fazer no futuro e tenha objetivos mais claros e definidos para que sua meta seja mais clara a curto a longo prazo.

Conheça possibilidades de investimentos

Diversos são os investimentos do mercado e cada um tem a ver com um perfil e objetivo. Entender sobre eles é essencial para fazer a melhor escolha. Confira alguns que podem ser interessantes para esse momento.

CDB

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) é um tipo de aplicação de renda fixa que bancos e corretoras disponibilizam a diversos tipos de clientes. Nele, é como se o investidor emprestasse um valor ao banco e recebe juros, em forma de compensação.

Nessa modalidade é possível ser investidos diversos valores (em algumas delas é possível investir com R$100) e é possível que ele se encaixe em seu bolso.

Tesouro Direto

O título público do Tesouro Nacional é simples e é um investimento interessante para aqueles que estão começando no ramo financeiro e ativos. Nessa modalidade, é possível realizar aplicações a partir de 30 reais.

O site do Tesouro Direto oferece todas as informações necessárias para investir seu dinheiro com segurança e ele indica até as instituições que não cobram taxas administrativas.

Previdência Privada

Engane-se quem pensa que olhar para aposentadoria tem data e idade. A previdência privada é também um tipo de investimento e, quanto antes iniciado, melhores seus rendimentos e valores para o futuro.

A previdência conta com tipos diferentes de planos e atua como um investimento a longo prazo e consiste em acumular para depois resgatar. É possível estimar metas e prazos conforme os objetivos do investidor e traçar datas e valores.

Esses são alguns dos tipos de investimentos possíveis e conhecer sobre eles para iniciar seu plano financeiro é essencial. Lembre-se que é possível investir na vida universitária e olhar para seus rendimentos nesse momento é um grande ganho!

Ideias e Finanças

Ideias e Finanças

O Ideias e Finanças tem como propósito levar a informação a respeito de empreendedorismo e finanças para pessoas de todo o Brasil

Outros artigos

Otimizado por Lucas Ferraz.