Onde devo guardar minha reserva de emergência?

Ter dinheiro guardado para imprevistos é essencial e é importante que ele trabalhe para você.

Muitas são as possibilidades de investimentos atuais para os diversos tipos de perfis, desde renda fixa, variável, fundos de previdência privada, fundos imobiliários, investimentos no mercado estrangeiro, entre tantos outros, não é mesmo?

Mas além desse tipo de pensamento, é sempre importante que as pessoas olhem para parte do seu dinheiro como reserva de emergência, afinal, muitas situações adversas podem ocorrer ao longo da vida.

Você sabe onde guardar essa quantia destinada a isso? Confira algumas dicas importantes!

Reserva de emergência

Como seu próprio nome diz, esse é um tipo de dinheiro destinado para emergências, ou seja, as mais diferentes situações inesperadas que podem ocorrer ao longo da vida de uma pessoa.

Onde devo guardar minha reserva de emergência?

Seja doença, desemprego, mudanças, necessidades familiares, entre tantos outros acontecimentos, ter dinheiro guardado é crucial para conseguir lidar sem criar dívidas e transtornos ainda maiores.

Justamente por isso, é preciso ter economias e dinheiro guardado para quando ocorrem situações das quais você não conseguiu se planejar e poupar e guardar mensalmente torna esse processo mais leve e é um passo crucial para uma vida financeira mais equilibrada.

Valor ideal para a reserva

Como dissemos, ter uma reserva é sobre conseguir lidar com adversidades sem grandes estresses financeiros, portanto, quanto mais se poupa e coloca dinheiro para render, melhor.

Não existe um consenso sobre quanto é o valor perfeito para esse tipo de objetivo, mas muitos especialistas falam sobre a importância de ter pelo menos três vezes o valor de seus gastos e despesas mensais.

Para isso, é preciso entender quais são seus gastos e orçamentos mensais para que seja possível entender quais podem ser os cortes e quanto é preciso para ter tranquilidade em caso de adversidades.

Onde guardar a reserva de emergência?

Quando falamos sobre guardar dinheiro não é apenas sobre guardar, mas sim fazer com que ele renda e trabalhe para você durante todo o período em que não é necessário o seu uso, portanto, pensar em estratégias para ele é crucial.

Para esse tipo de objetivo é preciso levar em conta características muito importantes e específicas como segurança, afinal, você precisa fazer o dinheiro render e não correr riscos com ele e rentabilidade, pois mesmo que o objetivo não seja só aumentar patrimônio, é preciso ganhar e não perder dinheiro à toa, certo?

Mais do que isso, é preciso ter atenção à liquidez, ou seja, é a capacidade de ter valor disponível para retirada a qualquer momento que é justamente esse o objetivo da emergência. Pensando nisso, algumas opções podem ser:

Tesouro Selic

Esse título do Tesouro Direto é muito indicado para esse tipo de objetivo. Ele é garantido pelo Tesouro Nacional e sua liquidez é de D+1, ou seja, você pede o resgate em um dia e recebe o dinheiro no dia útil seguinte.

O Tesouro acompanha a taxa Selic, a taxa básica de juros do país e observar essa taxa é preciso para entender se essa é a melhor opção quando se deseja investir visto o cenário do Brasil.

CDB liquidez diária

O CDB é um título de crédito privado, sendo assim, é como se você emprestasse dinheiro a uma instituição para que no final, ela seja devolvida com juros. Esse investimento tem a garantia do Fundo Garantidor de Crédito, o que dá maior segurança sobre seu patrimônio.

Muitas são as possibilidades desse título em relação a prazos e é importante escolher aqueles em que se pode resgatar a qualquer momento. Aqui é importante olhar também para a rentabilidade que deve ser, pelo menos, 100% do CDI.

Contas que rendem

Muitas são as contas atuais que têm rentabilidade ligada ao CDI, como Nubank e Picpay, por exemplo. Nelas basta colocar o dinheiro e ele rende sem precisar aplicar em nenhum local.

Essa é uma opção simples e disponível para qualquer momento de retirada. Aqui, o ponto de atenção é dividir o que é reserva de emergência do que é gasto mensal e orçamento para que não se utilize sem necessidade.

Fundos DI

Os fundos de investimento que acompanham a taxa DI e têm liquidez diária também podem ser utilizados como fundo de emergência, desde que rendam 100% dessa taxa ou mais.

Aqui vale a pena ter atenção às tarifas e taxas de administração para que elas não prejudiquem sua rentabilidade.

Você já conhecia esses investimentos? Como anda a sua reserva de emergência? Aproveite que agora sabe mais sobre o tema, faça seus cálculos e se planeje!

Ideias e Finanças

Ideias e Finanças

O Ideias e Finanças tem como propósito levar a informação a respeito de empreendedorismo e finanças para pessoas de todo o Brasil

Outros artigos

Você pode ter interesse em:

Como investir 100 reais em ações na bolsa de valores?

Como investir 100 reais em ações na bolsa de valores?

Tesouro Direto é o caminho para investidores cautelosos?

Tesouro Direto é o caminho para investidores cautelosos?

Por que ainda vale a pena investir em imóveis na praia?

Por que ainda vale a pena investir em imóveis na praia?

Livros para investidores: conheça os melhores títulos sobre o assunto para ler

Livros para investidores: conheça os melhores títulos sobre o assunto para ler

Porque as Pessoas Compram ações?

Porque as Pessoas Compram ações?

Melhores corretoras de investimento para iniciantes em 2022

Melhores corretoras de investimento para iniciantes em 2022