O que é a Taxa Selic e o que ela tem a ver com o seu financiamento?

O que é a Taxa Selic e o que ela tem a ver com o seu financiamento?

Sonho maior na vida de grande parte dos brasileiros, a aquisição da casa própria pode ser realizada de diversas formas. A mais popular delas, o financiamento de imóvel, dá a possibilidade ao público de quitá-lo em suaves prestações ao longo de até 35 anos em algumas instituições.

Toda essa facilidade vem acompanhada, é claro, de um ônus. Ao realizar um financiamento, o beneficiário precisará pagar juntamente às parcelas o valor dos juros de cada prestação, calculados com base na Taxa Selic. É sobre ela que vamos falar hoje. Confira!

1. O que é a Taxa Selic?

A Taxa Selic (Sistema Especial de Liquidação e Custódia) é a taxa básica de juros da economia. Criada em 1979 durante a gestão do presidente João Figueiredo, ela surgiu para que funcionasse como um instrumento de regulação da inflação, altíssima à época.

O valor (geralmente a menor taxa da economia) é calculado pelo Comitê de Política Monetária (Copom) atrelado ao Banco Central a cada 45 dias e tem como base uma série de dados financeiros do país para sua definição.

2. Momento atual da economia

O Banco Central possui um papel importante na economia ao definir a Taxa Selic. Ao aumentá-la, ele tem como foco frear o ímpeto econômico do país e, consequentemente, desacelerar a inflação. Da mesma forma, ao reduzir a Selic a expectativa é de aquecer o consumo e a economia.

Entre o meio de 2018 e o meio de 2019 a Taxa Selic ficou estacionada em 6,5%. Ao final do ano, em um período pré-pandemia, ela já estava em 4,5%. Após uma série de reduções, ela está há dois meses fixada em 2% (17/9–28/10/2020) – o que acusa uma queda na Taxa Selic ao longo do ano e um fraco desempenho econômico que busca estímulos para fechar 2020 em alta.

3. O que tudo isso tem a ver com o meu financiamento?

Se a notícia não é a mais animadora para investidores, quem busca crédito junto a uma instituição financeira ou um financiamento imobiliário poderá observar o copo meio cheio desse cenário. 

Isso se deve ao fato de que com a redução da Taxa Selic, os juros atrelados às prestações pagas ao banco também serão menores. Dessa forma, 2020 acaba sendo um ótimo ano para quem busca financiar uma casa ou apartamento pois além disso, os maiores bancos do país têm oferecido condições cada vez melhores de pagamento.

4. Algumas dicas na hora de financiar seu imóvel

Tão importante quanto escolher um novo lar é encontrar a oferta de financiamento que melhor atende às suas necessidades e às de sua família. Portanto, escolha cuidadosamente a instituição financeira onde pretende dar entrada no processo.

Hoje em dia tudo ficou mais fácil com a chegada dos simuladores de financiamento imobiliário. Com eles, basta inserir alguns dados como nome, CPF, valor que pretende dar de entrada e valores da prestação que pode pagar para encontrar um comparativo entre as instituições e encontrar a que oferece mais benefícios para o seu caso.

Diego Augusto

Diego Augusto

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Os comentários estão fechados.

Outros artigos

Otimizado por Lucas Ferraz.