4 dicas para aumentar o seu capital de giro

4 dicas para aumentar o seu capital de giro

O capital de giro é vital para que a empresa continue as atividades, especialmente naqueles momentos de dificuldade financeira.

No entanto, nem todos os empreendedores dão a devida atenção para ele, o que acaba afetando a saúde financeira do negócio. Para evitar que o mesmo aconteça com a sua empresa, confira 4 dicas para aumentar o seu capital de giro!

Descubra a importância do capital de giro

Quem empreende sabe que diversas situações adversas costumam acontecer diariamente.

Quando a saúde financeira não está em dia o negócio começa a passar por “apuros”, seja para acertar as contas, custear os colaboradores, ou até mesmo para arcar com a infraestrutura.

Para que a sua empresa consiga mais estabilidade financeira, e até mesmo exclua os riscos de uma possível falência, é imprescindível que você mantenha essa “quantia de segurança” em dia.

Pensando nisso, descubra quais são as formas mais efetivas de aumentar o seu capital de giro.

Como calcular o capital de giro

Para que você descubra de quanto precisa para compor o capital de giro é imprescindível que faça o cálculo correto. Portanto, vamos te ensinar uma forma simples de chegar a esse resultado!

Some as contas a receber + estoque e subtraia as contas a pagar (custos fixos e variáveis). Tenha em mente que para isso você precisa definir um período, no caso, deve ser o prazo entre os gastos e recebimento dos clientes.

Dicas para aumentar o capital de giro

Depois de descobrir de quanto precisa, é hora de aplicar essa quantia “à sua realidade”.

Caso o valor esteja distante daquele que você tem disponível hoje, é hora de buscar formas de aumentar o capital de giro. Para isso confira as dicas que separamos a seguir:

1. Garante a liquidez

Um dos maiores erros cometidos pelos empreendedores é que acabam comprometendo o dinheiro disponível, e até mesmo o que está para receber com investimentos a longo prazo.

Faça um planejamento onde o foco esteja direcionado para a liquidez dos custos, para que primeiramente você consiga garantir a liquidez do básico, ou seja, daquilo que precisa de fato para manter o funcionamento da empresa.

2. Reduza as despesas

Se você não está conseguindo arcar com os recursos necessários, é reorganizar as contas e rever os custos fixos e variáveis. Ao reduzir seus custos, fica mais fácil se comprometer com uma quantia menor.

3. Esteja disposto a negociar com os seus fornecedores

A maioria dos negócios oferece o parcelamento do valor, se você no papel de empreendedor oferece essa facilidade para os seus clientes, que tal solicitar o mesmo para os negócios dos quais é cliente?

Sugira a diluição dos pagamentos em uma quantidade de parcelas que lhe garanta o capital de giro suficiente. Além de pagar o valor gradualmente, fica mais fácil de prever quanto será necessário para liquidar esse valor. Só não se esqueça de se atentar para as suas datas de recebimento, para que dessa forma não haja algum tipo de atraso.

4. Recorra ao empréstimo bancário

Geralmente, as pessoas costumam ter um certo receio de recorrer ao empréstimo bancário. Isso porque, os bancos costumam pedir taxas abusivas que podem encarecer o pagamento da quantia que foi solicitada.

Apesar de ser uma preocupação extremamente válida, saiba que é sim possível contar com esse tipo de recurso de uma forma inteligente e segura.

Para isso, opte por instituições financeiras que possuem parcerias com bancos, assim você conta com atendimento personalizado e consegue o capital de giro necessário com taxas que chegam a menos de 0,50% ao mês.

Ideias e Finanças

Ideias e Finanças

O Ideias e Finanças tem como propósito levar a informação a respeito de empreendedorismo e finanças para pessoas de todo o Brasil

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Os comentários estão fechados.

Outros artigos

Como funciona um consórcio?

Como funciona um consórcio?

Alguns sonhos parecem impossíveis de alcançar, principalmente quando exigem grandes quantias de dinheiro. É nessas situações que um consórcio pode ser a solução ide...

Ler artigo
Tirando o pé da jaca

Tirando o pé da jaca

Ano novo, vida nova, site novo, coluna nova. Vou estrear aqui no Blog Ideias & Finanças minhas anotações semanais. Anotações de que? Bom, vamos explicar isso...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.