Quais os principais investimentos na França?

Quais os principais investimentos na França?

França é uma potência na economia global e sua atratividade econômica tem crescido e atraído um crescente número de investidores estrangeiros. 

O país possui uma localização geográfica estratégica, além de infraestrutura e transporte de qualidade, que o tornam um centro de fácil acesso a outros países. 

A França ainda conta com uma boa educação, bom desenvolvimento em pesquisas, e sua capital, Paris, é um centro financeiro global. Mas como são os investimentos na França?

Você já ouviu falar na Business France? 

Ela é responsável por prospectar e acolher investimentos internacionais na França, bem como internacionalizar a economia francesa. 

A Business France é uma instituição pública, sob os auspícios do Ministério da Economia e Finanças, do Ministério da Europa e dos Negócios Estrangeiros e da Comissão Geral para a Igualdade Territorial. 

Está presente na França e em 70 países ao redor do mundo para promover a atratividade da França, seus negócios e seus territórios. A Business France publicou o “Relatório Anual 2020: Investimento estrangeiro na França”. 

Mostrando que  apesar do contexto de incerteza na saúde pesando fortemente sobre a economia global e de uma queda acentuada nos investimentos devido à pandemia de Covid-19, os investidores estrangeiros confiam na França como um local para se fazer negócios.

Por ser detentora de uma grande economia, a França é um bom lugar para se investir. Áreas como, biotecnologia, automotiva, software, indústria nuclear, multimídia e logística de computadores e periféricos são fáceis de se aventurar e prometem enormes retornos para os investidores. 

Quais são os principais atrativos para investidores na França?

A França é o principal produtor de eletricidade do mercado no que diz respeito à energia nuclear. Aproximadamente 80% do fluxo de energia na região vem da energia nuclear. 

Portanto, ao colocar a energia limpa em perspectiva, a França já está à frente na direção certa, fornecendo um hotspot para investimento em energia para estrangeiros.

Dentre os atrativos para atrair investidores estrangeiros, podemos citar: uma localização geográfica estratégica no centro da Europa Ocidental. 

Um tecido terciário em desenvolvimento(incluindo o turismo), uma grande base industrial e uma grande capacidade de produção agrícola; infraestrutura de primeira qualidade e serviços públicos eficientes; uma força de trabalho produtiva e qualificada (2º país europeu em termos de produtividade horária) e uma demografia bem dinâmica.

Além disso, um ambiente de negócios favorável ao investimento e uma estrutura legal relativamente estável e transparente; uma economia diversificada que está repleta de uma ampla gama de jogadores que vão desde grandes multinacionais a start-ups de alta tecnologia (tecnologia francesa). 

O “Programa Nacional de Investimento” de 11 bilhões de euros até 2022 para apoiar a inovação e o investimento em tecnologias do futuro e a redução dos impostos sobre a produção são as duas maneiras mais relevantes aos olhos dos executivos de empresas localizadas na França.

Bom, até aqui você viu que vale a pena investir na França. 

Mas como anda o seu francês? Você domina o idioma? 

Para que seus investimentos te tragam um bom resultado, mais que dominar as questões financeiras, é importante que você comece a dominar o idioma do país, pois, é claro que investidores que dominam o francês estarão à frente dos investidores que não dominam. 

E diante de todas as vantagens apresentadas, o fato de você não saber o idioma não pode te impedir de lucrar, por isso, tenho uma solução para você: o curso de francês

Ao fazer o nosso curso você poderá realizar seus investimentos tranquilamente, pois você dominará o idioma francês, podendo cuidar dos seus investimentos, para que eles gerem cada vez mais lucros. 

Quem deseja investir na França tem várias opções, desde fundos negociados em bolsa (ETFs) a American Depository Receipts (ADRs). 

Os fundos negociados em bolsa (ETFs) oferecem aos investidores uma maneira fácil de criar uma exposição diversificada à França em suas carteiras. 

Os ETFs são geralmente considerados menos arriscados do que ações individuais com coeficientes beta mais baixos, por manter uma cesta de títulos em muitos setores, mas eles podem ser negociados a qualquer hora do dia como uma ação. 

O principal ETF usado para investir na França é o MSCI France Index Fund ETF  (EWQ), que tenta imitar todos os títulos negociados publicamente na França.

Os investidores que procuram uma exposição mais direta a empresas francesas podem querer olhar para American Depository Receipts (ADRs) ou investimento direto na Euronext Paris. 

Embora existam muitos ADRs franceses, os investidores devem observar que muitos deles são negociados nas folhas rosa OTC Markets , o que significa que podem ser menos líquidos do que as empresas negociadas na NYSE ou NASDAQ.

Para que você compreenda melhor como seu dinheiro pode ser rentável na França, ainda reitero a importância de aprender francês. Até aqui você já foi capaz de perceber o quanto pode ser gratificante investir no país em questão, logo, faça o curso de francês e alavanque seus rendimentos, investindo na França, que é um país bem desenvolvido e promissor. 

Ideias e Finanças

Ideias e Finanças

O Ideias e Finanças tem como propósito levar a informação a respeito de empreendedorismo e finanças para pessoas de todo o Brasil

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Os comentários estão fechados.

Outros artigos

Otimizado por Lucas Ferraz.