O que significa compliance?

Nos últimos anos, saber o que significa compliance tornou-se uma questão de grande preocupação para muitas organizações. 

Apesar de um número crescente de métodos e ferramentas, as empresas ainda enfrentam dificuldades para encontrar um suporte eficaz.

As organizações desejam garantir que seus processos de negócios cumpram os requisitos estabelecidos por regulamentos, leis, normas, etc. 

Embora as soluções manuais ofereçam garantia limitada de compliance, há a falta de uma estrutura abrangente para gerenciar os requisitos de forma semiautomática.

Cada vez mais é possível garantir a compliance em todas as fases do ciclo de vida do processo de negócios. 

O que significa compliance?

Assim, no Brasil, com número alto de legislações, editais de licitação e normas que vigoram atualmente, é imprescindível que as empresas compreendam o que significa compliance.

Desse modo, elas podem manter seus negócios em conformidade com a Lei e afastarem riscos desnecessários que podem trazer prejuízos financeiros, jurídicos e de reputação.

O que significa compliance? 

Para você compreender melhor o que significa compliance, saiba que esse é o ato de aderir a um conjunto de regras, como uma política, norma, especificação ou lei. 

Em alguns casos, o cumprimento é voluntário. As organizações optam por buscar certificações para melhorar as operações de negócios e aumentar sua vantagem competitiva.

Em outros casos, o cumprimento é obrigatório. As empresas devem obedecer a certas obrigações de compliance regulatória, como leis de salário mínimo ou regulamentos ambientais, de saúde e segurança.

Qual a função do compliance?

A implantação de um programa visa diminuir os riscos de Compliance, que são a totalidade dos riscos legais com os de imagem. 

A função Compliance abrange toda a organização e todos os processos. Assim como, envolve todas as pessoas, e o conjunto de valores, cumpre relevante papel para a sua sustentabilidade.

É preciso garantir o sucesso do profissional continuamente e o ajudar a concluir os desafios com êxito.

Dessa forma, é imprescindível que ele atenda às expectativas dos demais integrantes da empresa. Para torna-se um passo fundamental para o sucesso de todos os Mecanismos de Integridade e Sistemas de Compliance.

Este profissional há de se revelar como adequado para o exercício da função nos aspectos técnicos e do cotidiano da organização dentro do que significa Compliance.

O que significa compliance nas empresas?

O que significa compliance nas empresas é a transparência total.

Se uma empresa pode afirmar que está em conformidade estratégica, significa que há total transparência e uma gestão competente e responsável. 

Além disso, está dizendo ao mundo que aqueles que administram o negócio estão no controle de seus procedimentos e processos.

Um sistema de gerenciamento de compliance ajuda uma organização a gerenciar todas as suas obrigações de conformidade. Portanto, é essencial no mundo empresarial moderno. 

Uma empresa sem compliance, sem leis e regulamentos governamentais, pode resultar em disputas legais significativas, penalidades e até acusações criminais.

Entenda os benefícios que o programa de compliance pode oferecer

Quando você está administrando seu negócio, você está focado em seus clientes, seu nível de serviço e sua margem de lucro.

Atender às regulamentações de TI exigidas pelo governo pode ser a coisa mais distante da sua mente.

O gerenciamento de conformidade pode ajudar sua empresa a ficar à frente dos problemas, antes que eles se tornem maiores.

Saiba mais sobre o processo de criação de um programa de compliance

O mercado está cada vez mais concorrido e isso aumenta as chances de ocorrer corrupção, fraudes, entre outros problemas em empresas desavisadas.

Por isso, existem algumas normas para a implantação de um programa de compliance para que tudo ocorra da melhor forma possível dentro da instituição.

Avaliação dos riscos 

Riscos são incertezas que, caso se concretizem, impactam diretamente no cumprimento de objetivos.

Qualquer negócio está sujeito a diversos tipos de riscos que podem ser de ordem: financeira, desperdício de recursos, reputacional, operacional e estratégica.

É comum concluir que os riscos que importam são aqueles capazes de impactar os objetivos da empresa ou o funcionamento do Programa de Compliance. 

E sobretudo, se expor aos riscos de reputação negativa que podem afastar clientes, funcionários e parceiros de negócios.

Criação de um ambiente ético

Além da qualificação é necessário que seu perfil seja de autonomia e lhe dê desenvoltura para agir de forma proativa no dia a dia. 

É importante que sua figura imponha respeito, tenha senioridade, boa capacidade de comunicação e seja capaz de se relacionar como todos níveis hierárquicos.

A empresa também deverá ser propícia para o Compliance evoluir em um ambiente com organização favorável, governança e interfaces bem definidas.

Além disso, os demais colaboradores precisam ser comprometidos com seus deveres e apoiar continuamente Mecanismos de Integridade e Sistemas de Compliance.

Isso para que todos atuem em sinergia e crescimento, possuindo qualidade alinhadas à integridade ética e moral.

Desenvolvimento de atividades para controle

São vários os mecanismos para controle interno da instituição que podem evitar que se materialize um risco para a empresa.

Por meio destes mecanismos de controle, o gestor pode acompanhar a rotina da companhia, desde obrigações externas até o código de conduta.

Com esse sistema operante, o controle interno da empresa pode coletar e processar dados sobre todas as áreas de atuação da empresa, tudo em tempo real.

Formulação de processos e canais 

Uma empresa pode ter toda a fiscalização interna possível, com o uso até mesmo de inteligência artificial.

Entretanto, alguns desvios de conduta podem ser imperceptíveis ao sistema, podendo assim, se instalar algum risco iminente para um grande problema.

Devido a isso, os canais de denúncia são essenciais para que se obtenha um melhor controle para possíveis problemas de compliance.

Monitoramento das atividades

A camada de monitoramento, por sua vez, monitora o cumprimento das regras impostas. 

Ele fornece entrada para o nível de relatório, onde os resultados são visualizados de acordo com as necessidades das partes interessadas envolvidas.

Portanto, a informação que o nível de monitoramento é capaz de fornecer constitui a base para apresentação e visualização de todo o processo.

Conclusão 

Um Programa de Compliance eficaz é aquele plenamente integrado ao negócio de forma que seus pilares estejam devidamente implementados.O compliance se aplica a quase todos os negócios, seja de uma grande empresa ou de uma empresa pequena.

Ideias e Finanças

Ideias e Finanças

O Ideias e Finanças tem como propósito levar a informação a respeito de empreendedorismo e finanças para pessoas de todo o Brasil

Outros artigos

Você pode ter interesse em:

Como constituir uma PJ e abrir uma empresa?

Como constituir uma PJ e abrir uma empresa?

Como aumentar as vendas da minha empresa?

Como aumentar as vendas da minha empresa?