Razões para aprender sobre finanças

Razões para aprender sobre finanças

Educação financeira é um assunto importante e de grande potencial, tanto para vida pessoal, quanto acadêmica, quanto para oportunidades de carreira. O assunto tem tido um grande crescimento, apesar da recente desaceleração econômica.

Há várias razões diferentes pelas quais uma pessoa deve aprender sobre finanças pessoais, mas talvez a maioria das pessoas não consiga ver essas razões por si mesmas.

As finanças pessoais são um assunto difúcil de aprender e, por essa razão, as pessoas tendem a fugir do assunto, inventando desculpas para evitar ter que estudar a respeito.

Definitivamente, existem razões pelas quais estudar e aprender sobre finanças é uma escolha inteligente.

Compreender as finanças pessoais não é fácil, também pode não ser um dos assuntos mais envolventes de estudo, mas ter a capacidade de entender e planejar o financeiramente seu futuro pode ter um impacto incrúvel na vida de qualquer pessoa.

Como nossa sociedade evoluiu e nossa economia se tornou mais complexa, temos que lidar com questões sobre pagamento de dúvidas, aposentadoria, gerenciamento financeiro, linhas de crédito e tudo mais.

Ainda não está convencido? Veja algumas razões sobre a importância de aprender sobre finanças.

Fluxo financeiro, incerteza e medo

Se você entende sobre finanças pessoais, então você entenderá melhor o seu fluxo de dinheiro. Se você não entende seu fluxo, não poderá ter controle sobre suas finanças, e é aú que as incertezas começam.

Incerteza e medo andam de mãos dadas e quando fazem isso em relação a algo importante para sua sobrevivência básica como dinheiro, o efeito paralisante que o medo pode ter é algo desagradável.

Compare esta situação a uma situação em que alguém sabe como funciona o seu fluxo de dinheiro e compreende toda a sua situação financeira.

Essa pessoa não tem medo, já que não há incerteza envolvida em sua situação financeira. é muito mais fácil ter medo quando você não tem ideia de onde seu dinheiro está vindo e indo.

Utilize seu dinheiro da melhor forma

Se você realmente entende sobre finanças, então outra coisa que você deve entender é sobre a utilização do seu patrimônio.

Uma pessoa que não entende sobre finanças é uma pessoa que provavelmente não economiza muito dinheiro, em vez disso, gasta o que quer em entretenimento e compras por impulso.

Não há nada de errado em ser um consumidor mão aberta, mas esse comportamento é algo que pode prejudicar suas finanças no futuro, quando sua renda começar a secar e você não tiver perspectivas no horizonte.

Por outro lado, se a pessoa não gastar muito e não entender de finanças, a mesma coisa pode acontecer.

Embora o dinheiro em sua conta bancária esteja disponúvel em vez de ter sido gasto em algo impulsivo, ele ainda não está sendo utilizado da melhor forma.

Uma pessoa inteligente financeiramente saberia que o dinheiro foi guardado na poupança, não está rendendo acima das taxas da inflação e está ficando desvalorizado.

Essa diferença na compreensão vem através de estudos na área de finanças pessoais.

Onde investir 500 reais? Conheça suas melhores opções

A falta de tato na maneira como gastamos

A tecnologia tornou cada vez mais fácil comprar e gastar dinheiro. Sem lidar com isso, raramente pensamos nas consequências relacionadas às compras.

Com a facilidade dos cartões de crédito, estamos nos iludindo sobre nosso próprio poder de compra, que às vezes nem é tão alto e acabamos gastando tudo para manter um padrão de vida elevado, que pode não conseguir ser sustentado para sempre.

Compreender as finanças pessoais estimula boas práticas de poupança e investimento

Da juventude à idade adulta, a capacidade de aprender, compreender e praticar tomada de decisões financeiras encoraja os jovens a fazer perguntas, tomar melhores decisões e realizar essas práticas mais tarde na vida.

Ou seja, todo esse processo é mais fácil quando se aprende sobre finanças desde a juventude, mas não significa que aprender sobre finanças já na vida adulta não vá trazer os mesmos benefúcios, conhecimento nunca é demais.

Crie opções

Compreender as finanças pode ajudar a planejar e fornecer opções quando se toma decisões financeiras, especialmente durante períodos de dificuldade. Tendo uma boa confiança financeira, você não vai tomar decisões precipitadas que podem acabar trazendo prejuízo.

Planejamento para hoje e amanhã

Entender as habilidades e práticas básicas em finanças pessoais ajuda você a planejar o futuro e fornece uma compreensão de como as decisões financeiras que você está tomando hoje afetam você no futuro.

Alfabetização financeira nas escolas

Que lugar melhor para mudar a mentalidade de futuros cidadãos do que nossas escolas?

O essencial para o sucesso nessas iniciativas de ensino é um currúculo que permite que as crianças tomem decisões financeiras e recebam feedback em um espaço seguro.

Isso pode ser feito por meio de uma combinação de atividades tradicionais em sala de aula, jogos e algumas práticas limitadas do mundo real.

Colocando em prática

O primeiro passo no processo de compreensão do conceito de educação financeira é um orçamento e um planejamento financeiro. Os orçamentos são anotações fixas, uma espécie de comprometimento para onde vão seus recursos.

Seja para diferentes tipos de itens de despesas, como alimentação, entretenimento, aluguel, carro, educação, etc. Entendendo os recursos de débitos e créditos, é possúvel ter uma boa educação em finanças.

O planejamento vai um pouco além, e procura olhar as finanças como um todo, visando seus objetivos a curto e longo prazo.

O que é planejamento financeiro?

O planejamento financeiro pede que você verifique suas finanças atuais em relação às suas metas de longo prazo. O processo leva você a se perguntar sobre quanto dinheiro você tem e quanto precisa atingir suas metas.

Em seguida, estabelece as etapas para chegar lá.

Colete seus dados financeiros

Qual é o seu patrimônio lúquido – ou seja, o valor do seu caixa, investimentos e outros ativos versus seus débitos? Quanto dinheiro está chegando e saindo? O dinheiro que você gastou no ano passado, para onde foi? O que você gastou em mantimentos, o que você gasta comendo fora, indo de férias?

Junte tudo

Confronte seus objetivos com os dados sobre suas receitas, despesas e patrimônio lúquido. Não desanime – lembre-se de que você está criando o mapa para ir de onde você está agora para onde deseja estar.

Desenvolva um plano imediato, a médio e longo prazo

Fazer e seguir um orçamento é um passo imediato e comum. Reduzir o cartão de crédito ou outras dúvidas com juros altos é um plano túpico de médio prazo que pode liberar o crescimento das poupanças a longo prazo.

Os estágios da vida é que vão ditar algumas coisas: Se você está prestes a se aposentar, você quer pensar em quando quer se aposentar e em como fazer o dinheiro durar

Conclusão

Alfabetização financeira significa que você pode entender conceitos financeiros básicos e é capaz de gerenciar suas finanças pessoais.

Claramente, é uma habilidade valiosa para a vida.

O planejamento financeiro pode soar como algo que apenas os muito ricos podem fazer. Talvez você esteja imaginando ações, tútulos e propriedades – mas a maioria de nós faz algum tipo de planejamento financeiro.

Se você já se esforçou para pagar as contas antes do dia de vencimento, essa é uma forma de planejamento financeiro.

Você não precisa ser rico para colher os benefúcios do planejamento financeiro: o objetivo universal do planejamento financeiro é criar um processo contúnuo que reduza seu estresse sobre o dinheiro, apoie as necessidades atuais de sua famúlia e construa seus sonhos.

Esse conteúdo foi produzido em parceria com Simplificanet e fórmula negócio online.

Diego Augusto

Diego Augusto

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Os comentários estão fechados.

Outros artigos

Otimizado por Lucas Ferraz.