Seu empreendimento. Você está pronto?

Seu empreendimento. Você está pronto?

São muitos os que sonham um dia ter seu próprio negócio. Ter liberdade de decidir, autonomia para fazer, liberdade e o mais importante: prazer. Entretanto, a falta de experiência na administração de uma empresa somada à falta de um planejamento adequado pode transformar o sonho em um grande pesadelo.

De acordo com o administrador de empresas Luiz Alberto Ferla CEO das empresas Talk Interactive e Knowtec, coautor do livro Viagem ao Mundo do Empreendedorismo, o primeiro passo para quem deseja ser empreendedor é desenvolver um plano de negócios. Com este documento, o empreendedor consegue avaliar se ele será viável ou não, e se preparar para possíveis desvios no futuro do negócio – isso pode ser visto com a criação de cenários. Além do plano de negócios, o candidato a empreendedor deve ter em mente três pontos fundamentais, são eles:

Análise

O plano de negócios é importante porque mostra, de forma teórica, qual será o resultado do empreendimento. Entretanto, Ferla orienta o novo a avaliar alguns aspectos antes de abrir um negócio próprio. Primeiramente, o candidato a patrão deve ter um bom conhecimento do mercado em que irá atuar.

Ter familiaridade com a área de atuação é importante para o êxito do negócio. (…) É preciso saber o terreno onde se pisa

A segunda dica é a execução de uma pesquisa de mercado para checar se este negócio terá clientes e concorrentes. Algumas vezes, o empreendedor é movido pela paixão e fé do sucesso do negócio e esquece de avaliar como está o mercado em que irá atuar. É fundamental saber quem serão seus clientes. Se a ideia é abrir uma loja no bairro onde mora, faça uma pesquisa informal, converse com seus conhecidos para saber quais são suas necessidades e se seu empreendimento tem espaço e demanda.

Outra dica é conversar com pessoas que atuam na mesma área para trocar informações, conseguir boas dicas e melhorar suas ideias. Parece absurdo, mas há pessoas que tem prazer em ajudar outras pessoas a conquistar e realizar seus sonhos.

Tempo

Tempo é fundamental para quem está iniciando um novo negócio. Eu pessoalmente admito ter ido a falência em um empreendimento por não ter tempo de acompanha-lo. Destarte, é importante que o profissional calcule o tempo necessário para seu empreendimento, para que não tenha uma surpresa desagradável depois.

É importante estar ciente de que, a partir do momento em que se decide abrir um negócio, envolver-se oito horas por dia, durante cinco dias por semana, certamente, não será o suficiente. Não basta ter boas ideias, boa localização, produtos de qualidade, mão-de-obra qualificada, se não investir na boa administração. E, para isso, é preciso ter tempo. Portanto, deve-se analisar se o tempo de dedicação será total ou parcial e, se preciso for, transferir essa responsabilidade para uma pessoa capaz e de confiança.

Dinheiro e satisfação

Depois de uma análise de mercado e do tempo necessário para se dedicar ao seu novo empreendimento, é necessário que você, empreendedor, avalie quais são as suas condições financeiras para abrir um negócio próprio.

É de suma importância avaliar o valor do investimento inicial para abertura de um negócio. E o plano de negócio facilita esse cálculo. O melhor é iniciar sem dívidas. Quando isso não for possível, é preciso planejar para que o pagamento do empréstimo não ultrapasse os lucros esperados pela empresa.

Outro detalhe importante que o empreendedor deve ter em mente é que um negócio não gera lucro do dia para a noite. Leva-se um tempo para que os retornos apareçam, e é preciso ter uma reserva para manter os negócios até que eles apareçam.

É preciso estar ciente de que os ganhos só poderão ser medidos após seis meses, ou mais, a partir da abertura do negócio. Por isso, é fundamental ter capital de giro e, de preferência, também um fundo de reserva para alguma emergência.

Há também de se estar ciente dos riscos do empreendimento. Todo investimento tem seus riscos, e o empreendedor deve ter certeza de que o dinheiro aplicado no negócio não irá trazer problemas em relação as finanças pessoais.

Todo negócio tem um período de amadurecimento. Ao longo desse tempo, podem ocorrer altos e baixos, que fogem ao controle ou planejamento inicial do empresário, como uma crise na economia.

Para finalizar este post, leve em consideração não os retornos financeiros somente, mas o prazer e felicidade em trabalhar com o que gosta. Gostar do que faz é fundamental para criar um ambiente propicio ao sucesso de seu negócio. Quando fazemos algo que gostamos, temos mais chance de alcançar a perfeição e o sucesso e, com isso, retorno financeiro sem estresse.

Ideias e Finanças

Ideias e Finanças

O Ideias e Finanças tem como propósito levar a informação a respeito de empreendedorismo e finanças para pessoas de todo o Brasil

Outros artigos

Otimizado por Lucas Ferraz.