A importância da gestão de custos nas pequenas empresas

A importância da gestão de custos nas pequenas empresas é gigantesca. A análise dos custos de gestão é o primeiro passo que quem quer gerir uma empresa de forma eficiente e rentável deve dar, principalmente se ela for pequena, afinal, são poucas as chances disponíveis para o erro.

A razão da importância da análise de custos empresariais é dupla: em primeiro lugar, nos dá uma visão geral da atual fase econômica que a empresa em questão atravessa e, em segundo lugar, permite-nos destacar os “pontos fracos” do equilíbrio da empresa, ou seja, desperdício, gastos excessivos, permitindo que você aja de acordo e resolva rapidamente.

Para que seja realmente eficaz e, portanto, tenha sucesso em seu objetivo, a análise dos custos de gestão deve ser realizada regularmente e deve considerar uma série de elementos cruciais, como ERP.

Além desses pontos essenciais, uma correta análise dos custos de gestão deve levar em consideração outros pontos fundamentais que têm menos a ver com “números” e mais com recursos humanos, como pedir a opinião de seus próprios funcionários, que conhecem mais sobre o fronte do que o dono da empresa.

Neste conteúdo, iremos analisar mais sobre o assunto de forma geral, trazendo dicas para ajudar no desenvolvimento de um bom senso financeiro na empresa que você atua. Leia conosco e entenda melhor sobre a importância da gestão de custos nas pequenas empresas. Lembre-se de deixar seu comentário ao final do conteúdo caso possuir alguma contribuição ou até mesmo dúvida a realizar. Vamos lá!

A importância da gestão de custos nas pequenas empresas

Identificação das despesas de gestão

A primeira coisa a se fazer para ter uma correta análise da importância da gestão de custos nas pequenas empresas, é identificar todas as despesas dentro de um local. Isso permite que você compreenda para onde está indo seu dinheiro. Recomendamos que faça as pesquisas em diferentes períodos de tempo, como um ano, seis meses ou até mais do que isso. Logo após realizá-la, separe em:

Gastos não geram lucro para sua pequena empresa

São aqueles que não geram um bom rendimento para sua pequena empresa já de imediato, como o desenvolvimento de novas ideias, produção em si e até mesmo o marketing, que pode trazer bons resultados, mas não de forma imediata como a venda de produtos, por exemplo.

Gastos que são fixos

Bem, esses você já deve imaginar quais são. Estamos falando de gastos que, mês após mês, estão lá para serem pagos, sem nenhum tipo de exceção. Esses gastos estão vinculados a estrutura de trabalho e podem aumentar conforme sua empresa cresce. São eles: 

  • Aluguel;
  • Internet;
  • Salário dos colaboradores;
  • Energia elétrica;
  • Gastos com manutenção de maquinário;
  • Entre outros.

Gastos que são variáveis

Assim como os outros dois acima mencionados, esses gastos são autoexplicativos já pelo nome que recebem. Eles podem variar de acordo com a produção, mas principalmente com o período e crescimento de sua empresa. Uma loja de roupas com foco no inverno, por exemplo, mas que ainda vende roupas no verão, terá custos variáveis superiores na primeira estação em relação a segunda.

Análise da gestão de custos e o papel do setor de recursos humanos

A sua empresa é formada por pessoas, essas que muitas vezes sabem mais sobre o próprio setor em que atuam do que o próprio dono do negócio. É de fundamental importância coletar informações relacionadas a opinião de cada um dos colaboradores sobre gastos que podem ser minimizados e quais podem ser potencializados para uma melhor performance, de forma setorizada. O interessante para isso é usar o auxílio de análises de desempenho.

Qual a importância da gestão de custos nas pequenas empresas?

Agora, com toda a introdução e desenvolvimento que realizamos sobre o assunto, podemos responder tranquilamente sobre a importância da gestão de custos nas pequenas empresas. No Brasil, criar uma nova empresa não é tarefa fácil, sendo que mais da metade criadas em um ano acabam falindo no caminho.

A grande dificuldade aqui está relacionada à alta carga tributária imposta pelo Estado, juntamente da burocracia que vem do mesmo local. Quando esses dois fatores casam, criam um adversário difícil de ser batido por novas empresas, principalmente as que não possuem uma boa organização gerencial de todos os seus setores.

Destacam-se as pequenas empresas que se mantêm atentas às mudanças externas, aproveitando boas oportunidades que podem aparecer para seu lucro, mas principalmente aquelas que olham para sua organização interna. É aí que a importância da gestão de custos nas pequenas empresas entra.

Essa gestão é essencial para que você, dono, líder ou até mesmo tesoureiro de um negócio, tenha dinheiro em caixa para: os gastos fixos, os gastos variáveis e que consiga minimizar ao máximo os gastos desnecessários, para que em algum momento de crise no setor possa utilizar uma reserva que possua. Esperamos ter ajudado você. Até a próxima!

Ideias e Finanças

Ideias e Finanças

O Ideias e Finanças tem como propósito levar a informação a respeito de empreendedorismo e finanças para pessoas de todo o Brasil

Outros artigos

Você pode ter interesse em:

Fluxo de caixa: entenda a sua importância e saiba como implementar

Fluxo de caixa: entenda a sua importância e saiba como implementar

Qual é a importância de um cronograma financeiro para uma empresa?

Qual é a importância de um cronograma financeiro para uma empresa?

Gestão financeira para pequenas empresas: 6 erros mais comuns

Gestão financeira para pequenas empresas: 6 erros mais comuns

10 benefícios de um software de gestão financeira

10 benefícios de um software de gestão financeira

Como economizar dinheiro na sua empresa?

Como economizar dinheiro na sua empresa?

Como emitir nota fiscal eletrônica

Como emitir nota fiscal eletrônica