Copom reduz taxa da Selic para 6,75% a.a. Você sabe quais são os impactos dessa redução na sua vida?

Copom reduz taxa da Selic para 6,75% a.a. Você sabe quais são os impactos dessa redução na sua vida?

Bom dia pessoal!

Dei uma olhadinha nas redes sociais e percebi que muito se fala sobre a redução da taxa Selic, anunciada pela Comitê de Polútica Monetária (Copom) ontem, dia 07/02/2018.

Resolvi então procurar saber mais sobre o assunto e compartilhar algumas informações muito importantes com vocês.

Então vamos lá… sabemos que a taxa Selic caiu de 7% para 6,75% a.a., mas o que isso significa?

Primeiro é preciso entender o que é a taxa Selic.

O que é a taxa Selic?

A taxa Selic é a taxa básica de juros brasileira. Por ser uma referência, isso significa que todas as outras taxas de juros irão se basear nela.

é por meio da manutenção da Taxa Selic que o Banco Central é capaz de controlar a inflação (aumento dos preços), por isso, oito vezes ao ano o comitê se reúne para estudar a situação econômica do paús e decidir qual será a melhor taxa para determinado perúodo.

Podemos pensar da seguinte forma: Quando a economia esta aquecida, significa que temos mais pessoas empregadas, ou seja, essas pessoas têm mais dinheiro para gastar. Com o aumento do consumo dessas pessoas, ocorre o aumento dos preços. Daú a necessidade de se controlar a inflação.

Agora que já entendemos como a Selic atua na economia, vamos pensar em algumas consequências para essa redução de 0,25%.

Os produtos importados ficam mais caros

A linha de raciocúnio é bem simples: se a taxa básica de juros esta baixa, os estrangeiros vão perder o interesse de investir seus dolares no Brasil. Com isso, nossa reserva de moeda estrangeira diminui e a taxa de câmbio aumenta, o que faz com que os produtos importados fiquem mais caros (inflação).

Facilidade de crédito

Com a queda da Selic, os bancos precisam emprestar mais recursos para manter a sua rentabilidade. E precisará fazer isso para um número maior de pessoas, o que facilita o acesso ao crédito para quem está precisando.

Se a Selic sobe, o contrário acontece e fica mais difúcil de conseguir crédito nos bancos. Isso porque os Bancos terão um custo mais alto para conseguir esses recursos (em caso de necessidade), então serão mais seletivos na hora de escolher para quem empresta-lo.

E nós sabemos que os Bancos não jogam para perder não é mesmo? Eles vão optar por emprestar o dinheiro para quem tem mais possibilidade de pagar, e geralmente quem busca por recursos não está na melhor situação financeira…

Dúvidas já negociadas

Se você tem alguma dúvida que foi contraúda quando a taxa da Selic estava alta, e continua pagando por ela, tenho más notúcias. Para contratos já fechados, a queda da Selic não tem nenhum impacto. Você continuará pagando os mesmos valores de prestações.

Mas calma! Você pode tentar renegociar essa dúvida considerando a taxa de juros atual, ou até mesmo procurar outra instituição.

Investimentos

Se você é investidor, e tem uma carteira com tútulos indexados à taxa Selic (Tesouro Direto, por exemplo) a queda da taxa Selic significa menos rendimentos, comparados a uma taxa mais alta, é claro.

Mas isso não significa que você deve optar pela poupança OK?!? Vale lembrar que a poupança só paga 0,5 ao mês + TR quando a Selic está maior que 8,5%. Quando a taxa é menor ou igual a o 8,5%, a poupança paga apenas 70% da Selic atual!

A renda fixa sempre será uma opção mais rentável que a poupança. (Farei um post sobre isso em breve).

Conclusão

Então, podemos perceber que a taxa Selic vai influenciar no número de empregos, nas compras, no crédito, nos investimentos… e em diversas outras situações.

Agora me conta, o que você achou da redução da Selic para 6,75% a.a.?

Um beijo e até mais!

Diego Augusto

Diego Augusto

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Os comentários estão fechados.

Outros artigos

Otimizado por Lucas Ferraz.