Como gerenciar os preços da minha empresa?

Como gerenciar os preços da minha empresa?

Recentemente um de meus clientes questionou sobre como gerenciar os preços da sua empresa, visto que a pressão dos ambientes externo e interno muitas vezes levam a decisões equivocadas. Infelizmente a gestão de preços é um dos vários problemas de pequenas e médias empresas e por conta disso não é raro ver empresas que acabam tendo problemas financeiros em virtude de precificação incorreta.

Quando falamos de preço a primeira questão a ser avaliada é: qual metodologia estou utilizando para elaboração dos preços da minha empresa? Deveras a metodologia mais usada é a aplicação do Mark-up, ou seja, um percentual sobre o preço de custo do produto. Muitos especialistas condenam o Mark-up por este não considerar os custos operacionais da empresa e as despesas. Desta forma, outra metodologia pode ser aplicada na criação de preços da empresa: Margem de Contribuição Bruta ou Margem Bruta, que tem por objetivo gerar um preço de venda que gere uma margem real de lucro sobre o custo. O diferencial aqui é que o Mark-up considera o preço a partir do custo e a margem bruta considera o preço a partir do percentual de lucro visado. Não importa qual metodologia você irá usar, mas o conceito deve estar bem claro.

Definido o seu preço de venda, é preciso saber quanto tempo a sua empresa irá levar para cobrir todos os custos e despesas, ou seja, o faturamento necessário para “empatar”. Estamos falando aqui do Ponto de Equilíbrio. Sabendo qual o montante necessário para equilibrar as contas fica mais fácil trabalhar com os preços da empresa, criar promoções, etc. O que deve estar em mente aqui é que, depois de quitado todas as obrigações da empresa, todo o montante que entrar é lucro, ou seja, temos liberdade para “brincar” com as margens dos produtos.

Mas para brincar precisaremos de uma última informação, que é o giro dos produtos. Produtos de alto giro ou demanda são produtos que não exigem esforço para vender. Sendo assim não há necessidade de sacrificar a margem destes produtos. Já produtos de baixo giro terão a necessidade de possíveis reduções da margem. Há também os produtos de tendência, produtos que estão em destaque na mídia e também produtos que a concorrência está usando como chamariz promocional. Todas estas estratégias promocionais podem ser criadas com maior facilidade tendo as informações ao seu alcance.

Ideias e Finanças

Ideias e Finanças

O Ideias e Finanças tem como propósito levar a informação a respeito de empreendedorismo e finanças para pessoas de todo o Brasil

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Os comentários estão fechados.

Outros artigos

O que realmente importa?

O que realmente importa?

Em uma época em que o ter é mais importante que o ser, onde as pessoas são avaliadas pelas suas posses e não pelo seu caráter em si, vem a pergunta de reflexão hoje...

Ler artigo

Otimizado por Lucas Ferraz.